31 de mai de 2009

Clássicos


E ai vácuo... Onde o som se propaga em palavras... rs

Enfim, hoje é domingo, dia de lembrar coisas boas de nossa adolescência e principalmente das musicas que marcaram nossas vidas por segundos oou por anossssss... e lembrar também de pessoas que fizeram parte de nossas vidas e hoje moram em outro continente, desaparecem, e voltam a aflorar nossas lembranças como uma passe de mágica... ÉÉÉ... hoje ta punck

Estava sentada em frente a T.V e assisti o clip do MAN AT WORK com a música Overkill
... ooótima lembrança. Todos da década de 8O lembram com nostalgia de suas baladinhas e de seus amigos.

Época boooaaaa.

Eu me Lembro dos ranchos de palha da festa de maio em Iporá (minha cidade natal).
Lembro-me de meu irmão em um Del Rei vermelho com toca fitas.. (carrão do anooooooo hehe e com detalhe da foto cedida gentilmente pela google... identico ao carango do papai.. hehe), e com aquelas calças centropeito-esquenta coração.. kkkkkkk E o corte de cabelo? -AHHHHH cabelo cabacinha e dance robozinho...rsss
Era uma passagem do rock para house (tipo musica eletrônica Depeche mode, New Order).


Mas, o assunto mesmo é o clássico do rock.. Coisas boas que a musica nos traz

A vida tem sim uma trilha sonora... é so colocar uma música pra de repente dar o “bam” (artigo indefinido para estalo ou click, - tipo uhu e uôu) de suas lembranças.

Não importa de qual tribo você é. O importante é que somos todos portadores das marcas do tempo, e a musica é sempre uma aliada dessa marca.



Overkill - Exagero

Não consigo pegar no sono

Eu penso nas implicações de mergulhar tão fundo

E possivelmente as complicações

Especialmente à noite Eu me preocupo com situações que

Eu sei que se resolverão Talvez seja só minha imaginação

Dia após dia reaparece

Noite após noite a batida do meu coração demonstra o medo

Fantasmas aparecem e somem

Sozinho entre os lençóis somente traz irritação

É hora de caminhar nas ruas

Sentir o cheiro do desespero

Pelo menos há luzes bonitas

E embora haja pouca variação

Ela livra a noite do exagero

Dia após dia reaparece

Noite após noite a batida do meu coração demonstra o medo

Fantasmas aparecem e somem

Volte outro dia...

Man at Work

Nenhum comentário: