6 de jul de 2010

Apocalipse NOW

 A Bíblia Sagrada

O livro mais lido de todos os tempos mostra o seu relato sobre o fim dos tempos. As revelações e as profecias foram registradas há mais de 2000 anos atrás. Muito interpretativas, porém coerentes. 

Esse é um pequeno resumo do texto retirado do livro do Apocalipse, na própria Bíblia.
É um relato do apóstolo São João de uma revelação de Deus.
Quando estava exilado na ilha de Patmos, escreveu mensagens a todas as igrejas da Ásia menor para encorajá-las durante uma cruel perseguição romana que se iniciava. 


"Bem aventurado aquele que lê e ouve as palavras dessa profecia e guarda as coisas que nela estão escritas". 

João estava na ilha de Patmos seguindo os ensinamentos de Deus, quando em um dia de domingo, foi convocado por um anjo para que relatasse tudo o que visse e enviasse às sete igrejas que existem na Ásia: Éfeso, Smirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia. 

Lá ele encontrou sete candeeiros de ouro e dentre eles estava um semelhante ao filho de Deus vestido com uma roupa de Talare uma cinta couro, cabelos brancos como lã e seus olhos pareciam chamas de fogo, seus pés eram como latão fino, tinha a sua direita sete estrelas e saia de sua boca uma espada de dois fios. 

Ao voltar a Terra, o anjo lhe revelou que as sete estrelas são os sete anjos de cada igreja e os candeeiros são as sete igrejas. 

Para cada igreja foi dado um anúncio de precaução e coragem. 

Depois disso, abriu-se no céu uma porta chamando João, que foi enviado como espírito para lá. Ele viu um trono no céu e quem estava sentado nesse trono era semelhante a uma pedra de jaspe de sardônio e ao lado, uma Íris de cor esmeralda. Estavam ao redor do trono outros vinte e quatro tronos e neles estavam sentados vinte e quatro anciões vestidos de branco e com coroas de ouro. Do trono saíram vozes e relâmpagos e no meio do trono estavam quatro animais cheios de olhos na frente e atrás. Animais parecidos com um leão, um novilho, um homem e uma águia. Cada um com seis asas cada. 

João viu na mão direita do que estava sentado no trono um livro selado com sete selos, que quando foram tirados do livro foram saindo as desgraças do homem: 

1º um cavalo branco e quem estava montado nele tinha uma coroa e saiu vitorioso para vencer; 

2º um cavalo vermelho saiu e foi dado a quem o montava o poder de tirar a paz na terra; 

3º um cavalo negro saiu e quem estava montado nele tinha uma balança dizendo que não fizessem mal ao vinho e ao azeite, coisas que não são necessárias ao homem enquanto que o trigo e a cevada seriam vendidos a preços muito altos, pregando a fome; 

4º Um cavalo amarelo saiu e quem o montava era a Morte cuja qual foi dado o poder de matar; 

5º Quando abriu o quinto selo ele viu as almas dos que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus; 

6º veio um grande terremoto que obrigou os homens a morar em cavernas e montes; 

7º um silêncio de meia hora. 

Ele viu sete anjos parados diante de Deus, com sete trombetas, cada um enviando uma desgraça, como chuvas de pedras, mares de sangue, estrelas caindo na terra, etc. 

João viu as bestas que saíram do mar e da terra, representadas pelo egoísmo, inveja e maldade e a outra baseada em um homem (666). As bestas dominavam os mais fracos e os incluíam em seus exércitos, marcados pelos sentimentos ou pelo número. 

Ele presencia o extermínio das duas bestas por Deus e o exílio do Demônio por mil anos. 

"Depois de mil anos Satanás será libertado de sua prisão e seduzirá as nações nos quatro ângulos da terra e os congregará para a batalha..."

Será apenas um relato ou um aviso?


Nenhum comentário: